22/05/2015 - 11:53

Perspe(c)tivas com Carla Rodrigues Cardoso / Morto

cronicas-cc-perspectivas700

Morto

Olhou desesperado para as mãos ensanguentadas, enquanto sentia gotículas de suor acumularem-se no interior da camisola e descerem pelo rosto. Como tinha sido possível? O que acontecera? O que era para ser um gozo, mais um gozo, só para chatear o puto, acabara em tragédia.

Quando os sete se afastaram juraram um pacto de silêncio. Antes, os amigos riam e transpiravam indiferença. Gabavam-se do soco ou do pontapé. “Viste quando lhe rebentei o olho?”, perguntava um. “Então não vi? Até chiava, parecia um porco!” Gargalhada geral. Ele também rira, embora o estômago quase o obrigasse a vomitar.

Separaram-se. O retorno à individualidade trouxe-lhe a consciência, mais pesada a cada passo. Ele não era assim. Nunca fora assim. Nunca vira nada assim. Era amado. Tinha uma família que o amava. E o grupo era fixe. Saíam, divertiam-se, faziam coisas parvas. Mas nada como nessa tarde, nas traseiras da casa abandonada.

Não sabia explicar quando tudo se descontrolara. O segundo em que sete rapazes entre os treze e os quinze anos se tornaram num único assassino. Insaciável. Que insultou, humilhou, bateu e torturou até à morte o nerd que só queria ser como eles.

Fechou os olhos enquanto fazia um esforço para parar o turbilhão que lhe varria a mente. “Já não respira”. A frase ecoava como um grito, acompanhada da imagem do Miguel, contorcido no chão, transformado numa papa. Porquê? Mas porquê? Nesse momento percebeu que nunca encontraria uma razão para o que acontecera. Nunca haveria uma justificação válida e conciliadora que lhe devolvesse a sanidade.

Ele sobrevivera. Mas estava morto.

 

Diretora da Licenciatura em Comunicação e Jornalismo
Investigadora do CICANT - ECATI 
Coordenação Geral da Redação LOC

Subscreva às Crónicas do LOC (RSS) 

 
Lido 636 vezes Modificado a 04/06/2015 - 11:46

Parceria

logo-parlamento

Acordo Ortográfico

Os suportes comunicacionais do LOC são produzidos ao abrigo das regras estabelecidas no Acordo Ortográfico de 1990 e posteriores protocolos modificativos.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS