06/11/2012 - 16:29

“Céu europeu” precisa-se


É preciso criar um “céu europeu”, afirma Gernot Kessler, responsável da Agência Europeia de Segurança Aérea (EASA). Para isso, há que uniformizar legislações nacionais e internacionais, de forma a resolver problemas e tornar os aeroportos espaços mais seguros.

Está em cima da mesa uma proposta de legislação que visa tornar os aeroportos europeus mais seguros. O novo quadro normativo esteve em debate na conferência internacional “Towards Common European Aerodrome Safety Rules”, organizada pela Faculdade de Ciências Aeronáuticas da Lusófona, a 19 de Abril.

Gernot Kessler, Sarah Poralla e Predrag Sekulic da EASA (European Aviation Safety Agency), apresentaram as novas medidas que promovem mais segurança e uma melhor gestão dos aeroportos dos principais países da Europa. Se a nova legislação for aprovada pelo Parlamento Europeu, prevê-se que entre em vigor até ao final de 2013.

São necessários novos caminhos para a segurança aérea, diz Gernot Kessler. E isso consegue-se "apenas melhorando o que já existe”, uma vez que para lá de uma plataforma comum de entendimento, cada aeroporto deve ser diferente no que toca a legislação e gestão.

Discussão tem de ser democrática

O importante, segundo Kessler, é apostar num "céu europeu", construído através da discussão democrática das legislações nacionais e internacionais já existentes, de olhos postos no futuro. “As novas regras têm de ser consentidas pela maioria”, sublinha, pois só assim será possível solucionar problemas desnecessários à indústria – como as medidas de segurança em caso de incêndio, por exemplo.

Para o responsável da EASA, as autoridades que gerem os aeroportos precisam de ter mais flexibilidade e poder de decisão para garantir melhores espaços. “Não podemos aceitar por mais tempo a forma como [a segurança dos aeroportos] é dirigida. Soluções individuais, para questões individuais: esta é a chave”, conclui.

Diana Tavares
Daniel Morgado
Redação LOC

 

Lido 2044 vezes Modificado a 06/11/2012 - 17:02

Parceria

logo-parlamento

Acordo Ortográfico

Os suportes comunicacionais do LOC são produzidos ao abrigo das regras estabelecidas no Acordo Ortográfico de 1990 e posteriores protocolos modificativos.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS