Eventos

  • Próximos

  • Agenda

<<  Maio 2017  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
  1  2  3  4  5  6
1314
15161718192021
22232425262728
293031    
15/06/2015 - 13:51

Licenciatura em Turismo na Publituris

A licenciatura em Turismo tem 3 artigos na Publituris deste mês. Aqui deixamos a entrevista que a professora Mafalda Patuleia, diretora do departamento, deu a esta publicação. Clica aqui e lê os diversos artigos.

Publituris: Que novidades vão lançar para o próximo ano letivo ligadas à área do Turismo?

Mafalda Patuleia: A Universidade Lusófona é a maior instituição privada de ensino superior em Portugal e detém várias IES (Instituições de Ensino Superior) com oferta formativa em turismo, não só no nosso país como também no Brasil, Moçambique e Cabo Verde. Tratando-se de uma importante área formativa, em grande crescimento, a Universidade Lusófona decidiu iniciar um processo de integração institucional desta área. Este processo foi já iniciado com a criação um Departamento de Turismo transversal que engloba a oferta formativa diferenciada que existe na ULHT, no Instituto Superior das Novas Profissões e no Instituto Superior de Ciências da Administração, tornando possível uma maior mobilidade dos estudantes e uma  mais rica complementaridade nas suas aprendizagens.

Publituris: Qual o nível de empregabilidade dos alunos da área de Turismo da vossa instituição?

Mafalda Patuleia: Segundo dados do Inquérito à empregabilidade de 2014 da Universidade Lusófona, um ano depois de terem terminado o curso 70% dos nossos alunos de Turismo já estavam a trabalhar na área de formação.

Publituris: Quais consideram ser os principais desafios da formação turística em Portugal? Ou seja, como vêem o futuro da formação nesta área?

Mafalda Patuleia: Os principais desafios consistem numa maior aproximação das IES de Turismo ao mercado de trabalho, oferecendo maior qualificação aos agentes e operacionais do sistema. Mas o contrário também deve acontecer. Ou seja, os agentes e operacionais do sistema devem eles próprios sentir a necessidade de se aproximar das instituições que oferecem formação nesta área, sendo certo que esta é a melhor via para aumentar o nível de eficácia do sistema, tornando-se mais competitivos quer no plano nacional quer no plano internacional.

É essencial que estes players trabalhem em conjunto, mas no interior de uma filosofia e de uma identidade própria, autónoma relativamente a áreas que, de algum modo, têm tido um excessivo peso nesta área. E este pode e deve ser outro dos grandes desafios. Ou seja, o turismo tem que caminhar com os seus próprios meios, autonomizar-se, criar instrumentos e linguagens próprias que não sejam subsidiárias de outras áreas de actividade.

Publituris: Consideram que os resultados do Turismo e consequente sucesso tem despertado o interesse pelos cursos nesta área?

Mafalda Patuleia: Sim. É notório o aumento da procura na formação em turismo. Essa procura vai desde os novos cursos tecnológicos superiores profissionais (CTSP – duração de 2 anos), as licenciaturas, as pós-graduações e os mestrados. Verificamos, com muita satisfação, que existe vontade de aprender e de compreender o fenómeno turístico, mas também vontade de integrar os conhecimentos disponíveis na prática e no exercício profissional do turismo.

Mafalda Patuleia
Diretora do Departamento de Turismo
Universidade Lusófona

Lido 1939 vezes Modificado a 15/06/2015 - 14:24

Parceria

logo-parlamento

Acordo Ortográfico

Os suportes comunicacionais do LOC são produzidos ao abrigo das regras estabelecidas no Acordo Ortográfico de 1990 e posteriores protocolos modificativos.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS