28/05/2012 - 14:06

Edgar Nozes: venham mais vitórias no surf!

Começou por fazer bodyboard com onze anos, mas foi no surf que encontrou a sua vocação. Edgar Nozes é hoje campeão europeu e estudante de Comunicação Aplicada na Lusófona. Estranho? Talvez. Mas quando “arrumar a prancha”, pensa ser embaixador ou representante de uma marca - de surf, claro!

Edgar Lourenço Nozes nasceu a 14 de Dezembro de 1985 em Cascais, mas é em Lisboa que reside. A proximidade do mar fez com que aos onze anos começasse a praticar bodyboard. Pelo caminho ficou o futebol, onde chegou a fazer alguns treinos no Carcavelos com amigos, e a natação, “algo que nunca levou muito a sério”.

Com a passar do tempo e a experiência no bodyboard, chegou à conclusão “que era mais giro andar em pé na prancha” e começou a fazer surf. Rapidamente percebeu que era o desporto que queria fazer para o resto da vida e começou a praticar todos os dias. O surfista considera que não foi fácil conciliá-lo com a escola, mas “sempre que podia ir para o mar”.

A primeira conquista
Corria o ano de 1999, quando Edgar Nozes conquistou a sua primeira prova, na praia da Arrifana, no Algarve. Com apenas 13 anos, venceu a segunda etapa do circuito nacional de esperanças Sub-14, algo de “que nunca se vai esquecer”, pois a primeira vitória “é aquela que marca mais”.

A competição trouxe-lhe uma “grande satisfação”. Na altura os meios tecnológicos ainda estavam a ser implementados e só ao sair da água “percebi pela reação dos amigos e das pessoas que tinha ganho”. Conta que “foi a primeira prova que fez mais a sério e conquistou logo a segunda etapa”.

Em 2003, chegou ao ProJunior, uma competição a nível mundial, em San Sebastian, Espanha, onde garantiu o quarto lugar aos 17 anos. Também em Espanha fez uma etapa no QWS, onde num lote dos “melhores surfistas europeus” alcançou o quarto lugar.

Entrada direta no Top 16
Outro ano igualmente importante na vida de Edgar Nozes foi o de 2005. Sagrou- se campeão nacional de juniores por antecipação, onde alcançou a vitória nas duas primeiras etapas do circuito, e almejou a final na terceira etapa que lhe deu o título de campeão nacional. “Um ano positivo”, classifica com modéstia o surfista - integrou também o campeonato nacional Open, onde entrou diretamente no Top 16, uma meta “que todos os surfistas tentam alcançar”.

Em 2009, e depois de alguns anos sem estudar, Edgar Nozes ingressa na Universidade Lusófona onde se inscreve no curso de Desporto, com a perspetiva de integrar a Equipa da Lusófona de Surf, coordenada por Sandro Maximiliano.

Apesar do gosto pelo Desporto, o surfista diz que o curso tem uma desvantagem: “só tem regime diurno, ao contrário de outros”, o que impossibilitou a continuidade. Durante o dia, explica, “tenho que fazer Surf, porque tenho os meus patrocinadores, são pessoas que investem em mim, e aliás, é com o dinheiro do Surf que pago a universidade e faço a minha vida”.

O orgulho de ser campeão europeu
No ano passado, Edgar Nozes sagrou-se campeão europeu pela seleção nacional portuguesa na Irlanda. Uma prova de que tem “muito orgulho”, pois para o surfista um atleta representar o seu país e andar com a bandeira às costas “é o expoente máximo”. Nesta competição participaram vários atletas que compunham a seleção nacional. Para Edgar Nozes é “gratificante” ver toda a gente a lutar pelo mesmo. No fim, todos os pontos amealhados “são importantes para garantir o objetivo final e esse objetivo foi alcançado, apesar de uns ganharem e outros não”.

Foi também em 2011 que o surfista retomou os estudos, ingressando na Licenciatura em Comunicação Aplicada, vertente de Marketing, onde está no primeiro ano. Este curso, acredita Edgar, vai permitir que no futuro possa ficar ligado ao surf, quer seja como embaixador de uma marca ou como representante.

“Cool, intenso e, acima de tudo, criativo”. É assim que Pedro Lima, ator, surfista e amigo de Edgar Nozes o caracteriza. “O Edgar está acima da média dos surfistas em Portugal, e a capacidade de inventar manobras e de ser criativo é algo que o distingue”, garante. Pedro Lima diz ainda que o surfista é um jovem “muito competitivo” e que se deve ter em conta nos tops de surf em Portugal.

Aos 26 anos, Edgar Nozes planeia concluir a licenciatura e tornar-se campeão nacional, algo que só conseguiu no escalão de juniores. Por falta de investimentos e pela idade, o sonho de chegar ao WCT, o expoente máximo do surf mundial, ficou para trás. Mas o surfista quer continuar a representar a seleção nacional e trabalha para se consagrar campeão europeu mais uma vez.

Tomás Tim-Tim

Lido 5491 vezes Modificado a 19/09/2012 - 11:04

Parceria

logo-parlamento

Acordo Ortográfico

Os suportes comunicacionais do LOC são produzidos ao abrigo das regras estabelecidas no Acordo Ortográfico de 1990 e posteriores protocolos modificativos.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS